Rentabilização de Eucaliptos e da Propriedade Rústica.

Na Bolsa Florestal defendemos a gestão responsável activa da propriedade rústica como mecanismo percursor para a maximização da rentabilidade/retorno financeiro, promovendo a sustentabilidade do povoamento e do meio ambiente em que se insere, pela aplicação de planos e de boas práticas de manutenção e gestão florestal adaptadas caso a caso, ou seja, a cada parcela florestal.

É comum que o proprietário florestal não tenha disponibilidade para realizar as operações necessárias na parcela florestal, promovendo uma maior rentabilidade e mitigando riscos, porque não dispõe de capacidade de investimento ou até mesmo porque não pode estar presente aquando da concretização das operações e tem dificuldade em delegar responsabilidades a terceiros. Estes são alguns dos exemplos que levam a que se verifique o abandono das propriedades florestais.

 

Um povoamento florestal abandonado é riqueza perdida.

Um povoamento sem gestão e ao abandono chega a ter índices de quebra de produção superiores a 60% relativamente a outras com a gestão e aplicação de operações adequadas.

 

A Bolsa Florestal tem a solução!

Mediante acordo de gestão florestal, comprometemo-nos a máximizar a produção do povoamento, sem que o proprietário tenha de investir do seu capital.
 
A produtividade de um povoamento de eucaliptos é influênciada pela gestão a que está sujeita. Se a gestão for a adequada é possível aumentar o volume de madeira a extrair e reduzir o período entre cortes (rotações), ou seja, é necessário menos tempo (anos) para que os eucaliptos atinjam a maturidade necessária para o corte.
 
As operações de gestão florestal implicam investimento em plantação, adubagem, gradagem, corte de matos, selecção de varas, arranque de cêpos, manutenção/recuperação de vias, remoção/destroçamento de sobrantes, etc. Todas estas operações implicam investimentos e a execução por profissionais experientes, a Bolsa Florestal sabe a quem pode recorrer para executar as operações de manutenção/gestão florestal.
 
Este investimento pode ser efectuado a cargo da Bolsa Florestal, que fará reflectir a sua recuperação aquando da extracção da madeira.
 

Certificações:

“A Bolsa Florestal assume a gestão da propriedade florestal com recurso a estudos e planos de gestão concretizados por técnicos especializados no sector florestal.”

Precisa de ajuda?

Tel. / Whatsapp: +351 910 714 850
Email: valor@bolsaflorestal.com

Registe-se para Rentabilizar a sua plantação.

1- Faça clique no botão no canto superior direito 

2- Introduza toda a informação relevante para sua identificação e para a identificação da parcela florestal:

– Tipo de Povoamento (eucalipto).

– Idade do Povoamento (anos) caso haja.

– Rotação ou número de cortes.

– Área (hectares). Pode usar o nosso sistema de cadastro para definir os limites da propriedade.

– Localização.

– Certificação.

– etc

 

O abandono da propriedade florestal e as suas consequências

  1. Terras ao abandono vão passar a pagar mais Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI).
  2. Crescimento de matos e plantas invasoras que aumentam o risco de incêncios e a perda da plantação.
  3. Multas por falta de limpeza de matos e criação de faixas de gestão de combustível.
  4. Propagação e aumento de plantas oportunistas que exploram os nutrientes do solo reduzindo o desenvolvimento da plantação.
  5. Aparecimento de insectos e/ou fungos que debilitam a plantação.
  6. Abuso de terceiros incluindo descargas de resíduos, furtos de madeira, etc.

Serviços de Gestão & Manutenção.

Remoção de Cêpos e Preparação de Solos

Consiste nos trabalhos de arranque e remoção de cêpos antigos e extenuados, que já não têm capacidade de rendimento para a produção ideal de lenho (madeira).
É executada a gradagem e ripagem do solo, sem que haja revolvimento de terras, impedindo que o subsolo crú seja exposto à superfície enquanto o melhor solo para ajudar a desenvolver as plantas, rico em matéria orgânica e nutrientes seja enterrado e desperdiçado.
Sempre tendo em conta as melhores técnicas de aproveitamento hidríco e de conservação dos solos.

Plantação de Eucaliptos


Após a preparação do solo segue-se a plantação do eucalipto. Esta consiste na selecção prévia de plantas certificadas e criadas em viveiro, resultado de um vasto estudo e desenvolvimento por laboratórios especializados para o efeito. Estas plantas têm uma rentabilidade excelente e comprovada por diversas plantações em que têm sido utilizadas, incluindo nas próprias plantações das indústrias de celulose.

Adubagem


A adubagem é essencial para o desenvolvimento da planta.

A Bolsa Florestal estipula, com base no plano de gestão da parcela, prazos para a aplicação de adubo no povoamento.
Caso o desenvolvimento das plantas não seja o previsto, são efectuadas análises ao solo e às plantas de forma a corrigir eventuais defeciências de nutrientes.

Tanto o adubo como o método de adubagem são diferentes consoante o estadio de desenvolvimento da planta.
O método de adubagem pode ser executado manualmente ou por via mecânica.

Selecção de Varas (Desbaste)

Na condução dos povoamentos de eucalipto, após o corte de rotação, o número de rebentos por toiça é muito superior ao desejável, o que inviabiliza o adequado desenvolvimento de rolaria para a indústria. A selecção de varas consiste em reduzir o número de rebentos por cepo de eucalipto, de modo a garantir um aumento de produtividade em cerca de 20%.
Nesta operação considere que:

A selecção dos rebentos deve ser efectuada 2-3 anos após o corte das árvores, sempre no período de menor possibilidade de aparecimento de novos rebentos (Outubro-Fevereiro);

Caso exista, deve previamente efectuar o controlo da vegetação espontânea, através de uma limpeza de matos, no sentido de diminuir a competição exercida sobre o arvoredo;

Deve manter os rebentos que apresentam melhor inserção no cepo (toiça), mais vigorosos e regularmente distribuídos, e cortar os restantes, seleccionando 1 a 2 varas por toiça;

Sempre que efectuada a selecção de varas, deve complementar-se a operação com a adubação na primavera seguinte, garantindo o pleno desenvolvimento dos rebentos seleccionados.

Limpeza de Matos & Gradagem

A limpeza de matos e controlo de vegetação espontânea consiste no eliminação da vegetação que pode aumentar o risco de incêndio e coloca uma pressão acrescida no consumo de nutrientes do solo essênciais para o desenvolvimentos dos eucaliptos.

De repente, o retorno.

Rentabilização financeira

O desenvolvimento do eucalipto não cessa, por isso continua a crescer ao longo dos anos, no entanto esse rácio atinge o pico aos 10 anos e a partir daí começa a decair sendo muito mais rentável efectuar o corte e dar a vez a uma nova rotação.

Ao atingir o estado de maturação ideal é altura de efectuar a venda da madeira de forma a rentabilizar todo o investimento e ocupação do terreno.
Esta venda pode ser efectuada das seguintes formas:

Venda à unidade metro cúbico (m3) ou tonelada (Tn)
O proprietário pode vender a sua madeira colocada na fábrica caso disponha dos meios logísticos para executar os trabalhos de corte, extracção e transporte até às instalações da indústria, recebendo o preço que a própria indústria paga à unidade (m3 ou Tn).
Caso não disponha dos meios logísticos para executar os serviços de exploração florestal poderá então recorrer à nossa plataforma e contratar empresas para o efeito.

Corte
Serviço de abate e corte das árvores em rolos.

Rechega
Serviço de extracção da rolaria da mata e carregamento em camião ou colocação em pilha (carregadouro).

Transporte
Serviço de transporte da rolaria até ao destino final (ex.: parques da indústria de celulose).

Venda a olho
A venda a olho consiste na apresentação da mata aos potênciais compradores e após a sua análise/avaliação, na recepção de propostas para a aquisição da madeira em pé, cortada na mata ou em pilha. O pagamento é sempre efectuado antes da extracção da madeira ou com garantia bancária.

Contacte-nos:

Complemente a sua mensagem com toda a informação que achar relevante.